Região Central já tem ao menos 780 casas atingidas pelo temporal
19/10/2017 - 15h57 em SEGURANÇA

Desde as 3h dessa quinta-feira, equipes da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros trabalham para minimizar os efeitos da chuva em Santa Maria. O último balanço da Prefeitura aponta 380 casas atingidas pelo temporal, a maioria em áreas de vulnerabilidade social. Em toda a região Central do Estado, ao menos 780 casas foram afetadas pelo temporal. O número deve aumentar, já que Arroio do Tigre, Capão do Cipó e Itaara também registraram destelhamentos.

A Defesa Civil concentrou o atendimento aos moradores no ginásio do Corpo de Bombeiros, na rua Coronel Niederauer, número 890, no centro de Santa Maria. Até as 11h, 600 metros de lona já haviam sido distribuíbos.  "Estamos concentrando o atendimento no ginásio, mas estamos com equipes nas ruas para atender as necessidades das pessoas", explicou o prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom, para a Rádio Guaíba.  

 

A força do vento arrancou muitas árvores e postes por toda a cidade. Parte de Santa Maria ficou sem energia elétrica e sem telefone. A caixa d'água do Presídio Regional de Santa Maria foi arrancada. No local, há cerca de 500 detentos.

 

• Dos 34 municípios atingidos pela chuva, 23 sofreram destelhamentos

 

Postos de saúde têm atendimento afetado

 

A falta de luz afeta o atendimento médico em setepostos de saúde de Santa Maria. A maioria deles atende apenas casos urgentes e orienta usuários. Os postos afetados são o ESF Parque Pinheiro, Policlínica do Rosário, UBS Floriano Rocha,  UBS Kennedy, UBS Erasmo Crosseti, ESF Roberto Binatto e UBS Wison Paulo Noal. 

 

O pronto atendimento da Tancredo Neves e do Patronato estão funcionando com geradores de energia.

 

• Porto Alegre tem falta de água e queda de árvores devido ao temporal

 

Escolas suspendem aulas

 

Ao menos 22 colégios de Santa Maria sofreram danos devido ao temporal. Dessa forma, algumas aulas foram suspesas ou tiveram o horário reduzido. Todas as salas de aula da Escola João Hundtmark ficaram destelhadas.

 

Sem luz, as escolas Antônio G. Amaral, Nossa Senhora da Conceição, Pão dos Pobres, Hylda Vasconcelos e Chácara das Flores, São Carlos cancelaram as atividades nesta quinta-feira.

 

Outros danos fizeram as aulas serem suspensas também na Escola Vila Jardim, Escola Padre Nóbrega, Angela Tomazzeti, Zenir Aita, Nosso Lar, Duque de Caxias, Zulania, Altina Teixeira, Sinos de Belém, Alfredo Winderlich, Praem, Renato Nochi, Fontoura Ilha e João Franciscato.

 

O atendimento aos alunos é parcial nas escolas Escola CAIC Parcianelo e Luizinho de Grande. A Perpétuo Socorro cancelou as atividades desta manhã, mas availiará a situação à tarde.

 

Fonte: Correio do Povo

COMENTÁRIOS