Futebol brasileiro tem um episódio de violência a cada quatro dias